Uma entrada sólida e assustadora na série de spin-ups de Annabelle, cheia de sustos bem executados, embora utilize a mesma fórmula de outros filmes do universo Invocação do Mal.

O terceiro filme da série Annabelle marca a estréia na direção de Gary Dauberman e é um bom começo para o experiente e aclamado escritor de terror.

A direção do filme desta vez ficou nas mãos de Gary Dauberman, roteirista de filmes como “Annabelle”, “A Freira” e “IT – A Coisa”, esse último que por acaso é muito bem lembrado por quem assistir a ‘Annabelle 3’, já que vemos muitos momentos cômicos, engraçados nessa nova história – relembrando como são contadas algumas cenas em “IT – A Coisa”.

A produção ficou por conta de Peter Safran (“Aquaman”), que produziu todos os filmes da franquia “Invocação do Mal”, e do criador do universo “Invocação do Mal”, James Wan (“Aquaman”).

O filme é estrelado pela pequena McKenna Grace (da série de TV “A Maldição da Residência Hill”, “Um Laço de Amor”, “Capitã Marvel”) como Judy – a filha de Ed (Patrick Wilson – “Aquaman”, das franquias “Invocação do Mal” e “Sobrenatural”) e Lorraine Warren (Vera Farmiga – da franquia “Invocação do Mal”, do inédito “Godzilla II: Rei dos Monstros”, da série de TV “Bates Motel”), que tem um ar bem sombrio e ingênuo ao mesmo tempo, e é super importante neste capítulo da trama, que por acaso acontece praticamente inteiro em uma única noite em sua casa, e sem seus pais por perto.

A história de Annabelle 3: De Volta Para Casa ecoa em certas temáticas/aspectos que já estamos familiarizados, como por exemplo, a juventude sendo o ponto focal cercado pelo fenômeno paranormal.

O enredo leva um pouco de tempo para se desenvolver. O filme gasta muito tempo tentando desenvolver alguns dos personagens antes que algo realmente excitante aconteça. Uma vez que as coisas começam a se revelar, a história começa a ganhar rapidez, enquanto se mantém aterrado.

A casa dos Warrens se encaixa muito bem com a história em particular e acrescenta boa substância à sala de artefatos.

O ambiente de onde a trama se desenvolve, na década de 60 e início dos anos 70 é surpreendente. Define um tom fantástico ao trabalho de iluminação e câmera que é fenomenal, como de costume para a série.

Há muitos momentos no filme que te chamam para outros filmes no universo com entidades familiares, bem como alguns novos muito assustadores, fazendo aparições aterrorizantes.

Annabelle 3 – De Volta Pra Casa – Trailer

Ele quase atua como um universo de conjura maiores sucessos, se você quiser, o que não é uma coisa ruim e sim, divertido. O filme termina de forma excelente, com uma fantástica culminação de eventos que dão mais folego para série. Isso nos mantém com grandes expectativas por espera de novas sequencias de Annabelle ou mesmo Invocação do Mal.

Alguns dos sustos, às vezes, ficam um pouco clichê, mas eles te atualizam na maior parte do tempo. No geral, isso faz com que o universo de cInvocação do Mal volte aos trilhos após os dois últimos filmes: (The Nun/La LLorona). Se você gosta da deste universo, este é um que você tem que assistir no cinema.

E você o que achou da série? Comente aqui em Baixo!

CRÍTICA
NOTA
7
Artigo anteriorTudo que sabemos sobre Jumanji: Próxima Fase | Trailer
Próximo artigoToy Story 4 | Crítica
A missão do site Tartaruga Filmes é o constante apoio e divulgação de todas as manifestações do cinema, música e séries de TV em geral. Análises, críticas e artigos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui